Prevenção Suicídio

Precisa ser ouvido? Disque 188.

A ligação é gratuita e confidencial

© 2016 por Paula Fontenelle. Criado com Wix.com

Minha história

O suicídio do meu pai

 

Em janeiro de 2005, meu pai se matou. Naturalmente, foi um choque para todos nós e cada um lidou com a morte dele como pôde. Eu quis entender, foi a maneira que encontrei para encontrar respostas a várias perguntas, em especial, a mais difícil: por quê? 

Quem perde uma pessoa para o suicídio passa por várias fases. Choque, tristeza, raiva e culpa são as mais comuns, e a última demora a ir embora porque nós sempre achamos que poderíamos ter evitado o pior.

Quando ele morreu, encontrei pouca informação no Brasil, tive que buscar dados fora daqui. Li vários livros que me ajudaram imensamente a entender o que leva alguém a tomar uma decisão tão definitiva e dolorosa. Foi por isso que decidi preencher essa lacuna com o livro Suicídio: o futuro interrompido, lançado em 2008 pela Geração Editorial. A publicação traz depoimentos de quem já tentou se matar, especialistas de vários países e a experiência de pessoas como eu, que viram um ente querido desperdiçar sua vida.

Desde então, tomei como responsabilidade ajudar a quebrar o tabu que cerca o tema. As pessoas têm dificuldade em falar sobre o suicídio. O livro foi uma primeira iniciativa, a segunda é esse site. Espero ajudar o público em geral - em particular, quem passa por situações como a minha -, a entender melhor aqueles que se suicidam, sem julgamentos e preconceito, assim como sempre o fiz em relação ao meu pai.

Em junho de 2017, decidi vender o livro em formato digital no site por um preço simbólico de R$ 10,00 (ver ao lado). Meu objetivo sempre foi ajudar e recebia muitas mensagens de pessoas que queriam ler o material, mas não o encontravam nas livrarias ou tinham dificuldades financeiras.

Meu Livro

O botão PagSeguro é do UOL, aceita cartões de crédito. O Comprar agora é para quem tem conta no PayPal

 

Atenção: você está comprando o livro digital, em PDF por R$ 10,00. Quem compra em PayPal, leva mais tempo para receber porque eles demoram uns 3 dias para validar a compra. Eu checo diariamente, então o prazo para recebimento é no máximo 24 horas para quem compra com PagSeguro.

Se não tem cartão de crédito, envie mensagem para o email pfontenellelivro@gmail.com que encontramos uma solução. O envio não é automatizado. Qualquer dúvida, mande email. 

Livros Recomendados
 

Para comprar na Amazon Brasil, clique nas capas dos livros abaixo. Por uma questão de transparência, acho importante que saiba que sempre que comprar usando os link que forneço, recebo uma comissão que ajuda na manutenção do site.

1. Um crime da solidão: Reflexões sobre o suicídio.

Autor: Andrew Solomon

​Andrew é um renomado jornalista americano. Entrevistei-o para meu livro. Nestes artigos que foram reunidos em livro pela primeira vez, numa edição exclusiva para o Brasil, Solomon reflete sobre casos recentes de suicídio de personalidades, como Anthony Bourdain, Robin Williams e Kate Spade, assim como de literatos, entre eles Sylvia Plath e David Foster Wallace, e ainda Virginia Woolf. O autor relata e analisa uma série de casos de pessoas que acabaram partindo antes da hora.

2. Crise Suicida: Avaliação e manejo.

Autor: Neury José Botega

​Entrevistei Dr. Botega e ele é um dos grandes especialistas no Brasil.

Resumo: Como nossas atitudes em relação ao suicídio interferem na prática clínica? Quais características pessoais e circunstâncias mais se associam ao suicídio? Como estimar o risco de suicídio? Quais as nuanças da relação empreendida com o paciente e sua família? Neste livro prático e acessível, Neury José Botega responde a essas e outras questões, sistematizando suas vivências diárias no atendimento a pacientes em crise suicida. 

3. Suicídio: Fatores Inconscientes e Aspectos Socioculturais: uma Introdução.

Autora: R. M. S. Cassorla

O comportamento suicida inclui, sempre, um pedido de ajuda. As fantasias inconscientes subjacentes às ideias suicidas se articulam com fatores da sociedade, levando a um sofr­imento insuportável. Este se tornará suportável caso seja possível contar com ajuda do ambiente e de profissionais especializados. Ao mesmo tempo, estimula-nos a lutar para que os seres humanos possam viver e morrer com dignidade, evitando so­frimentos desnecessários. 

4. O suicídio no oriente e no ocidente

Autor: Marzio Barbagli

O livro traz um panorama das motivações e significados da decisão de suicidar-se tomada por homens e mulheres de diferentes culturas ao longo dos séculos. A abordagem do autor baseia-se em Durkheim no sentido de atualizar suas teorias sobre o suicídio, considerando o contexto atual. Considerado como o pior de todos os pecados ou a máxima expressão da liberdade, como vingança ou arma contra inimigos, como uma defesa da honra de um herói ou um ato virtuoso de uma esposa com relação ao marido, muitas são as possibilidades de entendimento deste ato. E são estas inúmeras possibilidades que o autor examina a partir de um ponto de vista sociocultural, religioso e político. 

5. História do Suicídio

Autor: George Minois

No presente livro, Georges Minois realiza um voo de amplo alcance, debruçando-se sobre farta documentação, para tentar ampliar nosso arsenal argumentativo sobre um dos últimos tabus do nosso tempo.

6. Suicídio e a alma

Editora Vozes

O autor faz uma análise de questões que levam ao suicídio, como o ódio ao corpo, o sado-masoquismo, a chantagem, a vingança, a agressão. Para James Hillman são importantes as abordagens tradicionais da medicina psiquiátrica, da religião e do direito: segundo essas perspectivas importa salvar a vida a qualquer preço, o suicídio por sua natureza deve ser impedido. Mas também lembra: o suicídio não deve ser tomado apenas de forma literal, mas simbólica, dentro da perspectiva da alma. Também aqui a alma adquire na vistão de Hillman uma importância central, ela é o centro da vida psíquica e todo fenômeno psicológico à alma deve ser referido.

7. O suicídio e sua prevenção

Autor: Jose Manoel Bertolote

Desde a Antiguidade, o suicídio é uma questão que intriga aqueles que ficam: o que levaria a tamanho rompimento com o primeiro dos instintos humanos? Este livro estuda o suicídio em profundidade, aproximando-se de suas possíveis causas e sugerindo caminhos para prevenir esse ato extremo.

8. Sem tempo de dizer adeus: Como sobreviver ao suicídio de uma pessoa querida

Autora: Carla Fine

​O suicídio parece ser o último tabu. Essa é uma das muitas verdades dolorosas e paralisantes que a autora Carla Fine descobriu quando seu marido tirou a própria vida. Sem tempo de dizer adeus trata sobre os devastadores sentimentos de confusão, culpa, vergonha, raiva e solidão que são compartilhados pelos sobreviventes e oferece um auxílio poderoso e uma orientação valiosa para os familiares e amigos que são deixados para trás e que lutam para dar sentido a um ato que lhes parece não ter sentido, e para juntar os pedaços de suas próprias vidas despedaçadas.

9. O suicídio

Autor: Émile Durkheim

​A obra analisa as influências extra-sociais que geram o suicídio e a natureza das causas sociais, a maneira pela qual produzem seus efeitos e suas relações com as situações individuais que acompanham os diferentes tipos de suicídios. Mostra ainda em que consiste o elemento social do suicídio, ou seja, a tendência coletiva - suas relações com os outros fatos sociais e por que meios é possível agir sobre ela.

9. Depois do suicídio: apoio às pessoas em luto

Autora: Sheila Clark

​"Este é um livro extremamente valioso, e dará apoio e assistência àqueles que estão enlutados devidos à tragédia do suicídio. Mostra bom senso e proporciona cuidadosas orientações para ajudar as pessoas a retomarem seu caminho. Será também de grande valia para todos os envolvidos com o trabalho de apoio com enlutados. 

10. Sobreviventes enlutados por suicídio: Cuidados e intervenções.

Autora: Karina Fukumitsu

Karina Okajima Fukumitsu reúne anos de pesquisa e de trabalho de campo com mães, pais, irmãos e amigos de pessoas que se suicidaram, desvendando o processo de choque, dor, agonia e tristeza pelo qual passam. Denominando posvenção o cuidado específico com esse público, a autora aborda os impactos do suicídio, detalha as dificuldades emocionais enfrentadas pelos sobreviventes, aponta caminhos para ressignificar a dor, apresenta propostas de prevenção e propõe políticas públicas para transformar a impotência individual em potência coletiva.